Simple Plan

Notícias

24-10-2016 :: Resumo do Mercado Fonográfico no 1º Semestre de 2016 e mudança de nome da ABPD para Pro-Música

Resumo do Mercado Fonográfico no 1º Semestre de 2016 e

mudança de nome da ABPD para Pro-Música

 

Rio de Janeiro, 25 de outubro de 2016

 

• No Brasil, o mercado fonográfico (físico e digital) teve nos primeiros seis meses de 2016, aumento em suas receitas de 10%, influenciado diretamente pela continuidade do crescimento da área digital (+32,5%).

• A distribuição de música em formatos digitais respondeu por mais de 70% do total das receitas, considerando-se os mercados físico e digital combinados.

• Dentro dos formatos digitais, o streaming “on demand” ou “interativo”, remunerado por subscrições mensais foi a modalidade que mais influenciou no desempenho do mercado, crescendo no primeiro semestre de 2016, impressionantes 121% em comparação ao verificado no mesmo período do ano anterior.

• Receitas decorrentes de publicidade em streaming de áudio e vídeos musicais, assim como aquelas com origem na telefonia móvel, tiveram aumento de 16% e 12%, respectivamente. O faturamento com downloads cai pela primeira vez desde que começou a ser monitorado no Brasil (-34%).

• A ABPD (Associação Brasileira dos Produtores de Discos) passa a denominar-se PRO-MÚSICA BRASIL PRODUTORES FONOGRÁFICOS ASSOCIADOS (PRO-MÚSICA), a fim de tornar o nome da entidade, mais adequado à multiplicidade de modelos de negócio do atual mercado fonográfico.

Segundo Paulo Rosa, Presidente da Pro-Música (ex- ABPD), “Desde que o mercado de música gravada começou a reinventar-se, e a buscar na área digital a alternativa para seu futuro, sentíamos que a denominação remetendo apenas a Produtores de Discos não mais representava totalmente a realidade do setor. Daí a decisão de alterar o nome de nossa associação, para melhor refletir a característica multi modelo do atual negócio fonográfico.”

 

capa-promusica-br

Comunicação Pro-Música

Contato: Edna Calheiros

ednacalheiros.abpd@gmail.com

 

 

 

 

clique para voltar ao topo